Universo Íntimo iniciou com um curso que criei em 2004, com a intenção de compartilhar conhecimentos acerca da sexualidade da mulher como, por exemplo, os exercícios pélvicos, a compreensão de seu ciclo menstrual, seu autoconhecimento corporal, seus orgasmos, suas dúvidas... Com o tempo esta vivência foi ganhando cada vez mais profundidade e, diante da notável necessidade das mulheres de falar destes assuntos, decidi abrir mais este espaço de informação. Universo Íntimo se expandiu e é hoje um movimento de conscientização e desenvolvimento da sexualidade sagrada, incluindo cursos, palestras e atendimentos para mulheres e para casais. Embora seja mais voltado às mulheres, vários assuntos abordados aqui são para ambos os sexos, já que trata de sexualidade. Assim, saliento aos visitantes homens que também são muito bem vindos.
Universo Íntimo é pelo amor, pela felicidade, pelo prazer de ser! Gratidão por sua visita!

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Respirar, amar e gozar - o papel da respiração nos orgasmos

Pare!

Antes de prosseguir esta leitura observe como está seu corpo e sua respiração. Apenas observe.

Sente-se confortável?

Reacomode-se se precisar, tranquilamente, não há pressa, este texto estará aqui por muuuito tempo...

Agora, inspire longa e profundamente, acompanhe o caminho do ar até seu umbigo.

Então exale calmamente...suspire...

De novo... e de novo...e de novo... e observe-se novamente... E continue!

Se tiver feito isso, terá feito algo por si mesmo mais importante do que ler este texto agora até o fim.

Assim como todas as nossas atividades, nosso organismo, nossas emoções, também a qualidade e intensidade dos orgasmos estão diretamente ligadas à qualidade da respiração.
Lembro-me de uma aula de dança que fiz anos atrás, eu ia participar de um exame, uma seleção de bailarinas, e a professora gentilmente abriu um espaço na aula pra que eu dançasse e ouvisse as observações de todas ali. O comentário da professora foi algo do tipo: “Sinto que falta você respirar”. Como assim? - perguntei. Eu tinha acabado de estudar a fisiologia do aparelho respiratório pra prova da faculdade, “todo mundo que está vivo respira, respiramos sem pensar” eu pensava, como faltava eu respirar???
Daí em diante fui me atentando cada vez mais à minha respiração e compreendendo melhor o que ela me disse.  Naquela ocasião eu estava mesmo ansiosa, preocupada com a avaliação, dançando mais com o pensamento que com o corpo, tudo bem aparente na respiração curta que eu mantinha na época.
De fato, aproveitamos muito pouco da nossa capacidade respiratória. Basta irmos a uma aula de canto, ou de natação, ou de Yoga para percebermos isso rapidamente.
A respiração está na base da Psicoterapia Reichiana, do Renascimento de Leonard Orr, do Pilates, das aulas de Graham, por exemplo. E mais antigas que estes são as várias meditações orientais, Yoga, Tai Chi Chuan, entre outras práticas onde a respiração plena é o ponto principal.

Respiramos adequadamente quando bebês, com o passar dos anos é que isto se desajusta.
David Boadella, em sua publicação sobre o trabalho de W. Reich, escreve: “Quase todas as emoções fortes – choro, raiva, medo e prazer -, envolvem aumento da respiração. Assim não é de surpreender que se uma pessoa quer reprimir essas emoções, a redução da respiração seja uma dinâmica central.”
Vejam no vídeo a seguir o que diz Dr. José Ângelo Gaiarsa sobre a respiração:
Gaiarsa - respiração e angústia
E o orgasmo nisso? Vamos lá:
*Existem vários níveis de orgasmos, a maioria das pessoas experiencia somente os primeiros destes níveis. A expansão destas sensações acontecerá através da respiração. Mesmo que a estimulação tátil seja ótima, se a respiração for superficial ou tensa bloqueará esta expansão.
Você pode experimentar um manual inteiro de posições sexuais, usar o modelo high tech de vibrador, praticar exercícios com pesinhos e o que mais quiser, se não tiver uma respiração plena, não sairá do mesmo padrão de sensações que seu corpo já conhece.

*Sensações orgásticas se espalham por todo o corpo quando há relaxamento, este, por sua vez, é acompanhado de respiração calma e profunda.

*A respiração consciente nos mantém no presente. Seja na relação com o(a) companheiro(a), ou na autoestimulação, a atenção deve estar no presente, nas próprias sensações e no seu par.
Fantasiar para gozar é uma ação que tira a atenção da respiração e do momento presente, e também leva ao mesmo padrão de sensações já conhecidas, impedindo novas descobertas de sensações.

*Há várias combinações de respirações, movimentos pélvicos e estímulos táteis (não só nos genitais), cada uma delas proporciona uma gama de sensações diferentes. Aqui, me refiro ao corpo da mulher, às combinações que experimentei e ensino nos meus cursos, não tenho como afirmar se para o homem teriam os mesmos efeitos, embora eu acredite que sim.

*Também é através da respiração que os homens obtém comando sobre a ejaculação, o que os leva a novas experiências de prazer e relação; e que o pico do orgasmo pode ser contido aumentando a excitação que o antecede, ou estimulado a acontecer.

Minha inspiração pra falar sobre orgasmo e respiração veio depois de ter vivenciado uma experiência orgástica intensa, prolongada e indescritível, sem nenhum estímulo no genital, num curso de massagem que participei em 2011.
Àqueles e àquelas que desejarem vivenciar esta experiência, não é garantido que este estado aconteça de imediato, isso varia conforme a história de cada um, conforme a sintonia de energia entre o par, e dependerá também, adivinhem...(riso), da respiração, claro!

*Quanto mais profunda e livremente eu respirava, mais surgiam novas sensações, e mais intensas se tornavam estas sensações.

Nosso corpo sutil, por onde a energia circula, está além e através do corpo físico, e conforme cita G. Feuerstein, “...é altamente responsivo à mente e reflete quase fielmente os estados mentais de uma pessoa.”

*Respiração é o meio pelo qual o corpo sutil se alimenta de energia vital, e isto é fundamental para o prazer.

Para finalizar, acrescento mais dois vídeos do Dr. Gaiarsa, no primeiro ele fala sobre a relação entre respiração, orgasmo do homem e o início da vida sexual; e no segundo faz um relato sobre uma experiência de êxtase, após refletir sobre a sensibilidade dos genitais. Verifiquem:
*Gaiarsa - respiração/orgasmo  *Gaiarsa - sensibilidade genitais/ êxtase
Com carinho, inspirações e suspiros,

5 comentários:

  1. Parabéns pelo Blog mestra Álika! Essas informações são muito interessantes e dificeis de serem encontradas e com as suas experiências pessoais fica ainda melhor!

    Beijos
    Leilane

    ResponderExcluir
  2. Oi Ali, adorei o texto, muito bom!
    Pois é amiga vejo a sua descrição da experiência da massagem tantrica e eu que te indeiquei e ainda não fui conhecer!!! Ai que vontade!
    E fico feliz que essa experiência tenha lhe inspirado tanto.
    Parabéns
    bjos
    Dúnia La Luna

    ResponderExcluir
  3. O texto não só é bom como as dicas funcionam mesmo na prática. É como se a respiração levasse a sensação do orgasmo para todo o corpo. Experimentem!
    Beijos Álika.

    ResponderExcluir